1 de jun de 2012

1º Diário de Leitura - Maio/2012

Diário de Leitura - Maio/12



Estive lendo esses dias alguns textos muito bons que me inspiraram a criar este diário de leitura. Todo dia 1º estarei postando qual foi o percurso de leitura do mês. Sempre incluindo aqui os assuntos do melhor, pior, interessante... livro que li, fazendo uma certa critica a eles.
Resolvi começar pelo mês de maio porque? A resposta é simples, apesar de eu não ter divulgado, o blog fez 2 anos este mês, mas eu comecei a postar faz +/- 1 ano :) Dei sorte nos livros que li em maio, tirando A ESPERANÇA que me deixou com uma vontade enorme de tacar o livro pela janela (a janela tem rede e o livro era emprestado, mas tudo bem né, rsrs).

Das 3365 paginas, o livro que mais me impressionou foi A cabana que li com a boca aberta em um final de semana bem descompromissado. Já tentei ler A história, um livro que conta a bíblia como um único texto, mas posso dizer que não me sai muito bem, achei que os autores começaram o livro muito bem mais foram se perdendo de acordo com o contexto bíblico transformando A história em uma leitura realmente chata, diferentemente do A cabana.
O fato de Deus ser uma mulher fez contra a opinião de muitas pessoas, mas eu acabei me identificando com o livro e intendi cada frase escrita.
Já estava me glorificando por ter feito ótimas leituras no mês, até que Suzanne Collins inventa de escrever A esperança. Acho que não preciso falar nada e o livro causou-me a mesma raiva de quando vi o filme "O ladrão de raios". No livro a autora forçou a barra, sem ter mais o que escrever ela tenta mudar sua forma de escrever, causando no leitor um certo desconforto visual.

Capa bonitinha, história.... Algumas vezes encontramos livros assim, e O Ladrão de Olhos que foi bem comentado por alguns colegas não me agradou. Apesar do livro ser bem inspirador não o recomendo para jovens acima de 13 anos. 

Ah! Não posso me esquecer de O garoto no convés, Carta ao rei e Jogador Nº1 (que ainda não fiz a resenha no blog). Eu amei esses livros, infelizmente todos são um livro só, porque se fossem mais pode ter certeza que eu leria, diferente de algumas outras séries vorazes que só deslancha se tiver romance.
Apesar de Jogador Nº1 envolver uma história de amor, não é ela que encaminha a narrativa, igualmente para os outros dos livros. Fica a dica para vocês lerem esses três livros.

Estou me preparando agora para ler E o vento levou - Margaret Mitchell, que pelo tamanho já imagino ser uma leitura bem desafiadora. Conto o que estou achando durante a leitura pelo SKOOB - usuario: 457362 e TWITTER - @bloglivreiro.

Até a próxima pessoal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário