19 de fev de 2016

Resenha - O Regresso



Devo admitir que "O Regresso" apenas me chamou atenção graças ao seu filme, extremamente elogiado, ganhador de diversos prêmios e grande indicado ao Oscar (melhor filme, ator, diretor, fotografia, figurino e mais 7 indicações). Como pode uma adaptação de um livro ter ficado tão boa? Eis então minha compulsiva busca por adquirir e ler este livro.

Um dos fatores que deixam a história ainda mais interessante é o fato dela ter sido inspirada na história real do caçador Hugh Glass, que viveu nos séculos XVIII e XIX, tornando as cenas de tensão, como o ataque a Hugh Glass por uma ursa, logo no começo do filme, ainda mais aterrorizantes.

17 de fev de 2016

Batalha: A 5ª Onda (Livro x Fime)



Colocar o livro para batalhar com o filme que foi inspirado no mesmo é no mínimo um ultraje ao escritor e aos leitores. Por isso, estas batalhas (livro x filme) não terão um vencedor, mas sim uma comparação entre eles, e uma busca por sentimentos e emoções em comum e divergentes.
Atenção: Contém spoilers.

13 de fev de 2016

Resenha - A 5ª Onda

Devo admitir que li este livro apenas para ver o filme, portanto ele não estava nos meus planos literários e isso é péssimo, já que a lista de livros na categoria "Quero Ler" é obviamente infinita, além de já esperar encontrar cenas cinematográficas e um roteiro digno de cinema, e com toda certeza isso eu encontrei.

Na verdade o livro cabe como uma luva para as telas de cinema, tanto por seu aspecto futurista como pela trama e ação envolvidas, que traz ao público jovem um espírito de liderança e poder, presente em best-sellers como Jogos Vorazes, Divergente, Starter, Eu Sou o Número 4... e ai chega a parte ruim: todos são feitos em uma mesma forma de livros. Apesar da criatividade existir, eles não conseguem sair de um padrão, algo que a 5ª Onda também não fez.

1 de fev de 2016

Resenha - Homem Máquina

"...definitivamente preciso escrever esse comentário: Sabe aquele momento que alguém conta uma história horrível ou um acidente trágico e você coloca a mão sobre a boca e diz "Meu Deus!" Então, isso acontece a cada capítulo deste livro. Admiro como ele consegue ser bom e trágico ao mesmo tempo."

Acima você acabou de ler um comentário que fiz no Skoob enquanto lia o "Homem-Máquina", um daqueles livros que não é só mais uma história, mas um livro que me mostrou como foi importante a criatividade inclusa em sua história e no processo de criação dela.

Repleto de falas longas escritas em apenas um paragrafo e ideias mirabolantes, o Homem-Máquina me colocou de volta  no universo literário.

1 de fev de 2013

Resenha - A menina que roubava livros

Eu realmente tinha decidido fazer postagens mais pra frente, quando o novo site estive-se no ar, mas realmente não consegui me segurar após ler: A menina que roubava livros.
Sempre me culpo de ter um livro na prateleira e demorar tanto para ler, mas este realmente foi demais eu não sei como pude deixar uma preciosidade desta parada na estante. O livro agora entrou para a lista de favoritos, senão, o melhor livro que já li, seguindo o mesmo estilo de O caçador de pipas.

Creio que a história e o jeito como é narrada é inveja para muitos escritores, que já prezaram muito este livro.
A história é perfeita, um pouco confusa em algumas partes e requer um leitor atento e experiente, isso porque quem a conta é uma amiga de muitas pessoas e inimiga "cruel" de todos: A Morte.

6 de jan de 2013

Resenha - Pequeno Irmão


Não sei se o fato de estar querendo muito (muito mesmo) ler esse livro vai influenciar nessa resenha, mas antes de tudo, gostaria de deixar bem claro que não gostei muito do livro e algumas coisas influenciaram esse processo, como o preço. Na verdade o preço dos livros é um assunto que está me atormentando mas isso é assunto pra outro post ;P.

Vamos lá. Tirando o preço, eu também queria dizer que vi este livro em uma época meio "hacker" minha, e ele pareceu ser um livro feito para jovens hackers e nesse quesito acabei me frustrando um pouco, mas o livro cumpre sua proposta de entretenimento ao contar a história de um garoto que após ser preso com um grupo de amigos em uma prisão secreta em algum lugar dos Estados Unidos, em pleno 11 de setembro, com suspeita de terrorismo (por estar na hora e no local errados) decide revidar o Departamento de Segurança e começa uma verdadeira queda de braço contra eles, querendo mostrar para as pessoas quem realmente são de verdade e tendo base em movimentos hippies cria uma rede.

2 de jan de 2013

Melhores livros de 2012

Infelizmente 2012 foi um ano de poucas páginas e muito estudo para passar em uma escola pública, mas como não abandonei a leitura, mesmo que lendo lentamente, cada página valeu a pena e os livros não foram muito ruins (tirando A esperança da série Jogos Vorazes). Mas acompanhando os outros blogs literários, vou fazer uma lista dos 10 melhores livros que li em 2012. (não vou contar as releituras).

Mas vale lembrar que esses foram uma seleção dos MELHORES e todos renderam boas horas de leitura e você pode se apaixonar por eles também.

 10° - Falsa Impressão - Jefrey Archer 

6 de dez de 2012

Resenha - New Yorkers

Esta é a primeira vez que posto um livro do idioma inglês aqui no blog, isso por que eu não sou muito bom em inglês (ainda). Mas eu gostei muito deste livro escrito por Willian Sidney Porter, pseudonimo: O.Henry.

O livro tem cinco "Short Stories" vividas em New York (setting).
As short stories possuem algumas características como uma trama que poderia acontecer com qualquer pessoa, alguns personagens e ter uma história que acontece em um ou dois dias no máximo (short).
Esse tipo de história também tem como característica um "Turning point", onde a história muda, e um "surprising end" que é um final surpreendente, e nesse livro posso dizer que em algumas histórias o final é realmente surpreendente.

O livro é bem curtinho, para iniciantes mesmo, e tem cinco histórias. Se tiver interesse não é necessário comprar o livro

1 de dez de 2012

Resenha: E o vento levou


Enfim mais um post, eu sei que falei em voltar só em dezembro, mas como hoje é um dia anterior a uma das provas é melhor eu ficar descansando... e como eu faria isso? Postando no blog \o/

As 951 páginas ficaram paradas relativamente pouco tempo na minha estante, apenas uns seis meses. Eu tinha desistido de ler umas 3 vezes, mas caso você tenha interesse vá lendo devagar que quando chegar ao capítulo 4 não vai querer mais sair de casa sem ele.. pensando bem isso foi um probleminha, porque eu tinha que parar a magnifica história de Scarlett O’Hara para ouvir a pessoa falando que já assistiram ao filme e duvidando que eu estivesse mesmo lendo o livro, whatever...